Cuidados Paliativos

Acompanhamento Multidisciplinar 365 dias por ano.
Consultas médicas de avaliação e suporte aos cuidados paliativos no domicílio

Cuidados Paliativos



Desenvolvemos planos de cuidados especializados para pessoas com doença grave e evolutiva, em fase avançada e de prognóstico reservado. Maximizamos o conforto e bem-estar da pessoa, preservando a qualidade de vida e a sua tranquilidade.


A Organização Mundial de Saúde (OMS) define cuidados paliativos como os cuidados que visam melhorar a qualidade de vida dos doentes e suas famílias, que enfrentam problemas decorrentes de uma doença incurável e/ou grave e com prognóstico limitado, através da prevenção e alívio do sofrimento, com recurso à identificação precoce e tratamento rigoroso dos problemas não só físicos, nomeadamente a dor, mas também dos psicológicos, sociais e espirituais.


Prestar cuidados a um utente paliativo no domicílio é um verdadeiro desafio para o cuidador e para a sua família. Desta forma, estes esperam encontrar respostas adequadas às suas necessidades que permitam cuidados de saúde e sociais de qualidade e dignidade. Contudo este desafio pode constituir uma sobrecarga de cuidados para os principais cuidadores. É neste sentido que surgem os cuidados domiciliários ao utente paliativo. Deve existir então uma rede de actuação com profissionais com competências específicas para que as famílias saibam a quem recorrer.


Os cuidados paliativos visam: O alívio da dor e de outra sintomatologia geradora de sofrimento; a afirmação da vida e a morte, são considerados como um processo natural que não se acelera nem se atrasa.


Este tipo de cuidados, integram as componentes psicológicas e espirituais do cuidar e fornecem as condições para que o utente viva o mais activamente possível até à morte e auxiliam a família a lidar com todo este processo. Pois, para além dos cuidados ao utente paliativo também é nosso objectivo promover o bem-estar e a qualidade de vida dos familiares, possibilitando a permanência do utente no domicílio.


Para o tratamento destes utentes são usadas medidas farmacológicas e não farmacológicas para controlo dos sintomas, estão presentes aquando da tomada de decisões bem como são respeitados os objectivos do utente. Esta prática de saúde está indicada às pessoas com doenças incuráveis, crónicas e progressivas que lhes condicionam intenso sofrimento. A diminuição deste sofrimento passa pela antecipação de problemas físicos, psicológicos, espirituais e sociais.


A finalidade principal dos cuidados ao domicílio é promover o bem-estar psicológico e a autonomia pessoal no confronto com as dificuldades e os problemas. O utente tem que se sentir pessoa, têm que ser respeitadas as suas vontades e decisões.


A FPAPOIO tem como objectivos que estes utentes tenham cuidados de saúde com a máxima qualidade, que tenham qualidade de vida, que sejam respeitados, que se sintam apoiados, activos e valorizados nesta fase de vida. Tem ainda a preocupação de evitar a exaustão dos cuidadores proporcionando uma vida mais tranquila para todo.